Páginas

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

SOL, SAL e ÁGUA




Alga, regente

Sal com cheiro de sangue


Grão, opaco

Vento com gosto de mar


Olhos de brisa

A brasa no olho do santo


Alvo, anil

Sagrado samba. Iemanjá


Cores avulsas

Praia, pedaço da labareda.


Noite, dores, favores,

O sol alumia a lua.

2 comentários:

Flavia Neves disse...

aaah!! vc parte meu coração!! eu daria qualquer tostão pra estar no rio vermelho do dia dois... ê vida sem rumo! ê vida de rumos malucos!!
e esse baiano maluco, cheio de vida e de doçura, que faz poesia com qualquer beirada de palavra, como anda?
eu ando cheia de saudade da minha bahia e dos meus baianos, eleitos sob severa seleção!

um beijo enorme!

Fátima Sekai disse...

simples e completo...adoro-te a poesias suas! srsrsrs
bjus, Bradok