Páginas

terça-feira, 9 de setembro de 2008

BAILE DE CERVANTES


Forró: Dançar a(Qui) xote contigo

É Sancho Pança e beijos de umbigo.

4 comentários:

Cinthia Belonia disse...

O que mais me encanta em seus poemas é qe vc não trabalha a palavra como fazem os demais acadêmicos. Vc brinca com ela.

Florzinha disse...

dá vida às letras mortas... :)

guaxe disse...

caro rafa, li teu blog e gostei muito de teus poemas, que tal uma entrevista pra revista do centro de letras da federal? e por falar nisso, ainda espero teu endereço pra eu enviar alguns exemplares.

guaxe disse...

UFPA